refletir

refletir
o senhor te da autoridade
Censo Demográfico - 2000 - Resultados da Amostra População residente segundo as Grande Regiões a as unidades da Federação Grandes Regiões e Unidades da Federação Total (1) Evangélicos Porcentagem Brasil 169.872.859 26.184.942 15% Norte 12.911.170 2.550.484 20% Rondônia 1.380.952 375.483 27% Acre 557.882 113.520 17% Amazonas 2.817.252 593.551 21% Roraima 324.397 72.947 22% Pará 6.195.965 1.119.823 18% Amapá 477.032 88.559 19% Tocantins 1.157.690 186.601 16% Nordeste 47.782.448 4.903.939 10% Maranhão 5.657.552 649.970 11% Piauí 2.843.428 170.917 6% Ceará 7.431.597 612.847 8% Rio Grande do Norte 2.777.509 247.755 9% Paraíba 3.444.794 303.151 9% Pernambuco 7.929.154 1.072.503 14% Alagoas 2.827.856 254.600 9% Sergipe 1.784.829 129.797 7% Bahia 13.085.769 1.462.399 11% Sudeste 72.430.194 12.685.289 18% Minas Gerais 17.905.134 2.437.186 14% Espírito Santo 3.097.498 773.129 25% Rio de Janeiro 14.392.106 3.163.741 22% São Paulo 37.035.456 6.311.233 17% Sul 25.110.349 3.849.564 15% Paraná 9.564.643 1.590.378 17% Santa Catarina 5.357.864 802.395 17% Rio Grande do Sul 10.187.842 1.456.791 14% Centro-Oeste 11.638.658 2.195.666 19% Mato Grosso do Sul 2.078.070 378.654 18% Mato Grosso 2.505.245 418.149 17% Goiás 5.004.197 998.802 20% Distrito Federal 2.051.146 400.061 20%
Pedido de Oração Se você está em uma situação difícil, se mais nada dá certo, está desempregado, doente, tudo parece perdido, faça um pedido de oração e o estaremos colocando na Arca da Vitória. Deus está interessado em você, por isso estamos preocupados com teu bem estar. Faça agora mesmo seu pedido de oração preenchendo o furmlário abaixo e com muito prazer estaremos orando todo dia por você e sua família. Nome: Preencha o campo Nome E-mail: Preencha o campo E-mail Pedido de Oração: Preencha o campo Pedido de Oração

sábado, 19 de junho de 2010

liçao12

A Opção pelo Povo de Deus - emersonluiz de oliveira
Publicado em 15 de Junho de 2010 as 02:09:17 PM Comente
ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL


LIÇÃO Nº 12 - DATA:20/06/2010

TÍTULO: “A OPÇÃO PELO POVO DE DEUS”

TEXTO ÁUREO - Hb 11:25-26

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Jr 40:1-6


e-mail:emersonoliveira07@gmail.com

blog: http:/altosconhecimentos.blogspot.com/

I - INTRODUÇÃO:

A decisão de Jeremias de permanecer com o remanescente de Judá foi:
(1º) - Ousada e patriótica (Jr 40:6); e
(2º) - Influenciada, sem dúvida, pela sua fé em que a terra adjacente seria reocupada (Jr 32:15), como evidentemente não foi tocada pela guerra (Jr 40:12).
Embora Jeremias soubesse que a esperança do futuro do povo do Senhor estava com os exilados na Babilônia (Jr 24:4-7), ele escolheu ser guia do mesmo povo que o havia rejeitado com tanta persistência, optando, assim, pelo povo de Deus (Jr 40:10).
Desta forma, Jeremias demonstrou que a vida espiritual passa por fases que nos levam a um crescimento tal, que a Palavra de Deus utiliza-se da expressão de podermos chegar “à medida da estatura completa de Cristo”.
Em qual fase espiritual nos encontramos? Estudemos a Bíblia Sagrada e vejamos cada uma delas. Ao final, tiremos nossas conclusões.
II - CRESCENDO ESPIRITUALMENTE:

“ANTES, SEGUINDO A VERDADE EM AMOR, CRESCAMOS EM TUDO NAQUELE QUE É A CABEÇA, CRISTO” - Ef 4:15
Crescer é um processo. A Bíblia ensina que há uma semelhança marcante entre os desenvolvimentos físico e espiritual, falando a respeito de, pelo menos, três etapas no desenvolvimento espiritual que correspondem a três etapas no desenvolvimento físico. São eles:
(1ª) - A PRIMEIRA INFÂNCIA;
(2ª) - A MENINICE; e
(3ª) - A VARONILIDADE
Vejamos cada uma delas separadamente.
II.1 - A PRIMEIRA INFÂNCIA:

“DESEJAI AFETUOSAMENTE, COMO MENINOS NOVAMENTE NASCIDOS, O LEITE RACIONAL, NÃO FALSIFICADO, PARA QUE, POR ELE, VADES CRESCENDO” - I Pe 2:2
A palavra “racional” ou “puro” utilizada no versículo acima significa “não diluído”.
O leite espiritual é integral e da mais nutritiva qualidade. Seu propósito é fazer os bebês espirituais crescerem.
Aquelas pessoas que nunca tenham visitado uma igreja antes, nunca ouviram a pregação do evangelho de Cristo, precisam da obra de continuidade, de alguém para orar com elas, conversar com elas e ajudá-las com seus problemas, porque são nenês recém-nascidos. Precisarão de discipulado.
Façamos, então, a comparação entre o crescimento físico e espiritual na PRIMEIRA INFÂNCIA:
As pessoas quando nascem são nenês, exigindo diversos cuidados:
(1) - Uma das primeiras coisas que nos atrai num neném é A SUA INOCÊNCIA. Ninguém imagina que um bebê tenha um passado; e não tem mesmo!
(2) - Os bebês nada sabem; não conseguem cuidar de si mesmos; não podem fazer muita coisa; não andam; não se vestem sozinhos. Na realidade, não fazem nada por conta própria. Fazem pouco mais do que comer e alimentam-se pouco mais do que com leite.
(3) - O bebê é ignorante: Não imagina o perigo de se colocar na boca qualquer coisa que estiver ao seu alcance: coloca as mãos na boca; quando começa a engatinhar no chão, se achar um parafuso, colher ou bicho…, vai para a boca. Eles não entendem a respeito dessas coisas. Não sabem o que deve ou não deve ir para a boca. E nenês têm morrido como resultado dessa falta de conhecimento. Comeram alguma coisa venenosa que acabou com a vida deles.
(4) - Os nenês deixam-se mimar facilmente e tornam-se irritáveis. É fácil demais mimá-los com uma luz acesa ao ponto de exigirem iluminação durante toda a noite. É tão fácil mimá-los no colo até exigirem cada vez mais.
Assim, espiritualmente falando…
(1) - Embora a inocência seja típica da etapa da primeira infância do Cristianismo, é uma característica que nunca devemos deixar para trás no nosso processo de crescimento espiritual. Devemos manter este estado de inocência e o motivo é que, caso contrário, cairemos na condenação do diabo e seremos derrotados na vida espiritual. Quando uma pessoa se converte a Cristo, ela deixa de ter um passado, tornando-se uma nova criatura - II Cor 5:17.
(2) - O novo convertido é sincero, cheio de fé e disposto a aprender, pois até então, não sabe nada; precisará de discipulado. Se receberem o genuíno leite espiritual da Palavra, como ele crescerá.
(3) - Precisamos tomar cuidado com aquilo que entra em nossa boca espiritual. Precisamos tomar tanto cuidado com aquilo que lemos, quanto com aquilo que comemos fisicamente. É muito comum o tipo de cristão que não sente o mínimo problema em engolir alguma doutrina peçonhenta que envenenará sua vida espiritual e arruinará seu testemunho, se a aceitar - II Rs 4:38-41.
(4) - Há crentes que não querem sair da fase de nenês. São mimados, só querem ir para a Igreja se forem, primeiramente, visitados, se possível, pelo Pastor da Igreja; se ele não vier, nada feito. Fazem até “beicinho” e “pirraça”, pois são mimados. Mas leiamos Gn 21:8; I Sm 1:19-28 cf Sl 131:2.
Deve ser um dia festivo aquele em que os cristãos ficam suficientemente crescidos para não dependerem de mimos, de mamadeira. Precisamos crescer espiritualmente de tal modo que, ao invés de alguém precisar chegar até nós para nos visitar, para nos insuflar pressão, para nos escorar, orar conosco e nos alimentar, nós mesmos possamos estar andando lá fora, na presença de Deus, ajudando o próximo. Ao chegar a hora de sermos desmamados, devemos dar graças a Deus por isso - Hb 5:12-14.
I Cor 14:20 - Será que estamos ou permaneceremos na INFÂNCIA ESPIRITUAL? Nesta fase, optaríamos pelo povo de Deus, como fez Jeremias, mesmo sendo rejeitado persistentemente?
II.2 - A MENINICE:

“PARA QUE NÃO SEJAMOS MAIS MENINOS INCONSTANTES, LEVADOS EM RODA POR TODO VENTO DE DOUTRINA, PELO ENGANO DOS HOMENS QUE, COM ASTÚCIA, ENGANAM FRAUDULOSAMENTE” - Ef 4:14.
Aqui Paulo está falando dos meninos espirituais.
Escreveu esta carta em Éfeso e sabemos que havia pelo menos doze homens naquela Igreja - At 19:7
O sentido então era que aqueles homens já não seriam meninos, espiritualmente falando, mas adultos.
Vejamos, então, as características da etapa infantil do desenvolvimento espiritual, que são semelhantes às da etapa física:
(1) - A INSTABILIDADE - Na fase da meninice somos instáveis. Não se pode depender de um menino. Conforme o ditado tão citado, “não se pode colocar cabeça de adulto nos ombros de uma criança”. Não é possível e isso se aplica espiritualmente também.
(2) - A CURIOSIDADE - As crianças estão cheias de curiosidade. Quando chegamos em casa carregando algum embrulho e o colocamos sobre a mesa, a criança logo quer saber o que tem lá dentro. Algumas dessas crianças, na dimensão espiritual, tão-logo captam os sussurros de alguma fofoca, querem logo saber: “Quem? Quem?” - Estão cheias de curiosidade.
(3) - A TAGARELICE - As crianças nunca aprendem o valor do silêncio. São tagarelas. Muitas vezes na hora de dormir, os filhos ficam no quarto conversando e rindo em tom elevado até altas horas da noite. E vemos que pessoas na etapa juvenil do crescimento espiritual estão quase sempre falando muito.
Mas leiamos Pv 10:19; Ec 5:3 - Precisamos aprender a ficar quietos. A criança não entende bem as coisas e por isso sempre está tagarelando. As pessoas que falam o tempo todo usualmente incorrem em pelo menos três pecados:
(A) - MALEDICÊNCIA - Ou seja, comentam e debatem os defeitos e as faltas de outras pessoas que estão ausentes.
(B) - FALAM VAIDADES - Isto é, sempre falam a respeito de si mesmos ou adotam conversas vãs, falando tolices.
(C) - FALAM PIADAS e ANEDOTAS inconvenientes - Ef 5:3-4 - Tem crente que guarda muitas piadas e anedotas denominadas “santas”, mas não consegue guardar em sua mente um versículo bíblico sequer!
I Cor 3:1-3 - Será que estamos ou permanecemos na fase de MENINOS ESPIRITUAIS? Se estivermos, temos condições de fazer a opção pelo povo de Deus, como Jeremias?
II.3 - A VARONILIDADE:

“ATÉ QUE TODOS CHEGEMOS À UNIDADE DA FÉ E AO CONHECIMENTO DO FILHO DE DEUS, A VARÃO PERFEITO, À MEDIDA DA ESTATURA COMPLETA DE CRISTO” - Ef 4:13
“QUANDO EU ERA MENINO, FALAVA COMO MENINO, SENTIA COMO MENINO, DISCORRIA COMO MENINO, MAS, LOGO QUE CHEGUEI A SER HOMEM, ACABEI COM AS COISAS DE MENINO” - I Cor 13:11
Existem três características do homem maduro espiritualmente. Vejamos quais:
(1) - ESTIMA EM POUCO AS COISAS TERRENAS - Hb 11:24-26 - Moisés, quando já homem feito, recusou ser chamado filho da filha de Faraó. Pensemos naquilo que Moisés recusou: Tinha honrarias, riquezas e prestígio; possuía as coisas que a terra e o mundo podiam oferecer. Mesmo assim, considerou o opróbrio de Cristo por maiores riquezas do que os tesouros do Egito. Deus quer que prosperemos material, física e espiritualmente - III Jo 2; Is 1:19; Sl 1:3 - Mas, uma das características de ficarmos espiritualmente adultos é estimarmos em pouco as coisas da terra.
(2) - É INSENSÍVEL DIANTE DA CENSURA OU DO LOUVOR - I Cor 4:3-4 - Paulo crescera na maturidade de tal maneira que procurava ser aceitável somente a Deus. Não era influenciado e nem afetado por aquilo que os outros pensavam dele. Não se deixou escravizar por ninguém.
Não se tratava de uma independência carnal, mas de uma santa dignidade. A lei do amor dominava-o. Ele não ficava facilmente envaidecido, nem era irritável ou ressentido.
Os crentes imaturos ficam melindrados ou envaidecidos. Se forem criticados - mesmo que seja só na imaginação - ficam inquietos, pouco à vontade e cheios de auto-compaixão.
Por outro lado, se alguém presta atenção a eles e os aprecia, sentem-se enlevados e cheios de sua própria importância.
O crente maduro tem consciência de Deus; sempre está consciente daquilo que a Palavra De Deus diz a respeito dele e a ele.
(3) - É CAPAZ DE RECONHECER QUE DEUS ESTÁ OPERANDO - Gn 41:51-52 - Aí seria uma oportunidade magnífica para a maioria das pessoas que não tem maturidade espiritual e que ainda fossem bebês espirituais para realmente se ufanarem.
Teria sido uma perfeita oportunidade para José se envaidecer e dizer: “Olhem para mim. Lembram-se dos sonhos que tive? Acabam de ser realizados!” Todavia, José era magnânimo, tinha grandeza de alma - Gn 45:5-9.
Quando conseguimos enxergar Deus operando em todas as coisas, podemos regozijarmos em tudo quanto acontecer. E se ainda não pudermos ver a operação de Deus, o próprio inimigo enxergará isso, da mesma forma que Nebuzaradã, quando a teologia esteve na sua boca: Jr 40:3-4 comparar com Gn 26:12-33; Ex 14:24-25.
Hb 6:1-3 - Será que estamos e permaneceremos na fase espiritual da VARONILIDADE? E nesta fase, optaríamos pelo povo de Deus, mesmo se formos rejeitados com persistência, como o foi Jeremias?
III - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Deus nos faz começar na vida espiritual da mesma maneira que começamos na vida natural. Quando nascemos, começamos com o leite. Nesta fase, certamente não poderíamos comer carne. No entanto, não podemos permanecer bebês espirituais; precisamos crescer até chegarmos ao pleno conhecimento de Cristo, à perfeita varonilidade.
Isto só conseguiremos quando recebermos o verdadeiro, santo e puro conhecimento, que vem por meio da alimentação da Palavra de Deus. Aí, sim, conseguiremos chegar ao estágio de “varões perfeitos”, pois passaremos a ter…
(A) - … Conhecimento do plano de Deus, que foi executado pelo Senhor Jesus, enviado para isso;
(B) - … Conhecimento daquilo que somos em Cristo e daquilo que Cristo é em nós;
(C) - … Conhecimento daquilo que Ele fez por nós na Sua morte, sepultamento, ressurreição, ascensão e entronização à destra do Pai;
(D) - … Conhecimento daquilo que Ele está fazendo por nós agora mesmo, sentado à destra do Pai, onde Ele vive para sempre fazendo intercessão por nós;
(E) - … Conhecimento do nosso direito de chegarmos com santa ousadia e ficarmos diante do glorioso Trono de Deus, Trono de graça e de misericórdia;
(F) - … Conhecimento do fato de que Cristo derrotou satanás e os demônios, e que todas as forças dos principados e potestades das trevas neste mundo tenebroso, são potências destronizadas e que não tem poder e governo sobre nós.
Se assim o fizermos, estaremos chegando além do leite espiritual; estaremos sempre optando pelo povo de Deus, mesmo se formos rejeitados com persistência, visto que estaremos nos alimentado com “o pão dos poderosos”, vindo diretamente dos altos céus:
“POSTO QUE TIVESSE MANDADO ÀS ALTAS NUVENS, E TIVESSE ABERTO AS PORTAS DOS CÉUS, E FIZESSE CHOVER SOBRE ELES O MANÁ PARA COMEREM, E LHES TIVESSE DADO DO TRIGO DO CÉU. CADA UM COMEU O PÃO DOS PODEROSOS; ELE LHES MANDOU COMIDA EM ABUNDÂNCIA” - Sl 78:23-25.
E aí? Em que fase da vida espiritual nos encontramos?
FONTES

terça-feira, 15 de junho de 2010

O SENHOR QUE TEM BOAS NOVAS TE CHAMA

As boas novas anunciadas por Cristo dão ao homem a oportunidade em redimir-se dos pecados antes cometidos, mas desconhecidos pela consciência ainda não instruída através das palavras do Mestre. Jesus anunciou aos homens palavras que os libertariam da escravidão da lei do pecado e da morte, mas que lhes daria a esperança em habitar uma terra nova, de alegria constante, onde o amor prevalece acima de todas as demais coisas lá existentes.

O evangelho, as escrituras bíblicas, é a revelação verbal de Deus aos homens. A oportunidade de conhecê-lo está ao alcance de milhares de pessoas, porém poucas se achegam a Ele para cumprirem suas ordenanças. Dentro de um ônibus, recebi uma notícia que alegrou muito meu coração. Uma moça sentou-se ao meu lado e disse estar frequentando uma igreja evangélica. Disse-me que declarava ser ateísta, mas sentia que dentro de si lhe faltava algo.

Durante algum tempo foi evangelizada por uma amiga dos tempos de escola, que lhe convenceu que a melhor maneira de ser feliz em meio as lutas, guerras interiores e provações, era estando próxima à Cristo. Quando começou buscar a Deus, sentiu que algo novo estava acontecendo em seu interior, e entendeu que se achegando a Ele teria um privilégio: senti-lo.

Muitos vivem uma vida de alegrias, sorrisos e contentamento, mas estes logo são esquecidos quando o rosto encosta ao travesseiro para mais uma dura noite de descanso. O evangelho de Cristo é a bussola para o barco que em alto mar não pode ser guiado pelas mãos de homens, mas dependem de um meio para seu auxílio. O evangelho é o adubo para plantas e folhagens que produzem belas flores.

O evangelho é a verbalização escrita dos conceitos e ensinamentos que Deus deseja que vivamos. Certa vez num período de aula, o professor que ministrava os ensinos da matéria que cursava, perguntou-me sobre minha fé. Ousou em me fazer a seguinte pergunta: Como você crê em alguém que não vê? Com calma respondi que entender isto é loucura aos homens, pois o que me leva crer no que não vejo chama-se: fé.

Disse ele não acreditar ou ter fé num ser sobrenatural, criador de todas as coisas, e que não confia em palavras de um livro como verdade absoluta. Mas em meio à conversa, lhe perguntei: Se este evangelho que eu sigo for verdade, como será seu fim? Ele ficou surpreso e me respondeu: será no inferno. Agora, se este evangelho que sirvo for mentira, engano, o que será de minha vida? E disse a ele: direi que valeu a pena, foi muito bom, pois os conceitos de vida que a bíblia me ensina, só me fizeram crescer como homem moral e físico.

Pois, através da bíblia, aprendo que servir ao Senhor é amar o pobre, falar do amor e compaixão de Deus para com o homem, não me prostituir, viver uma vida de integridade. O evangelho de Cristo dignifica o homem. Para o homem natural é difícil entender como pode um assaltante de grande periculosidade tornar-se pai de família, pastor, missionário. Como um ébrio, alcoólatra, pode ser liberto do vício, como um dependente químico pode abandonar o vício.

O evangelho transforma o homem que nele crê, espera e confia. É este evangelho que pregamos. O evangelho de salvação, de vida, de metamorfose interior, de conversão do ruim para o bom, do incerto para o certo, do pecador para o redimido. O evangelho que transforma vidas reaviva e faz renascer sonhos, esperança, alegrias perdidas com alguém que tanto amava e se foi.

O evangelho de Cristo é paz, gozo, vida eterna, mas para que tenhas a vida eterna ao lado do Pai não basta somente ouvi-lo, mas, principalmente, segui-lo. Deus ama sua vida, e através de sua palavra ele demonstra e te chama: “Vinde a mim, todos vós que estão cansados, oprimidos, sobrecarregados e eu vos aliviarei”.

Aceite ao chamamento do Espirito Santo de Deus, e o aceite como seu único e suficiente salvador. O homem que teve suas mãos furadas, o Elo entre Deus e os homens, o Filho de Deus. Aquele que morreu, mas ao terceiro dia ressuscitou. O pão da vida, o cordeiro de Deus, o príncipe da Paz, o Senhor dos senhores, o Deus companheiro, Deus forte, Pai da eternidade e criador dos céus e da terra te chama, te espera e lhe convida: Vinde a mim.

sábado, 12 de junho de 2010

A EXCELÊNCIADO MINISTÉRIO LIÇÃO 11

A EXCELÊNCIA DO MINISTÉRIO
Lição 11 - 13/06/2010
Texto Áureo: Salmos 131.1
Leitura Bíblica em Classe: Jeremias 45.1-5

A EXCELÊNCIA NÃO É O EXTERIOR MAS O INTERIOR

1. OS ASPECTOS NEGATIVOS DE UM MINISTÉRIO

Vaidade - Só busca ambições pessoais - Jeremias 45.5.a…E procura tu grandezas? 2 Coríntios 12.7 E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear - a fim de não me exaltar.

Soberba - Só busca sucessos pessoais - Jeremias 45.5.b…Não as busques? Lucas 22.26 Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve.

Orgulho - Só busca objetivos pessoais - Jeremias 45.3 Disseste: Ai de mim agora, porque me acrescentou o SENHOR tristeza à minha dor! Estou cansado do meu gemido e não acho descanso. I Coríntios 10.33 Como também eu em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que assim se possam salvar.

2. OS ASPECTOS POSITIVOS DE UM MINISTÉRIO

Humildade - Dar a vida para servir a Deus - Mateus 20.28 Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.

Paciência - Saber que Deus tem resposta - Romanos 11.4 Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos a Baal.

Confiança - Crê que Deus está no controle - Jeremias 45.4 Isto lhe dirás: Assim diz o SENHOR: Eis que o que edifiquei eu derribo e o que plantei eu arranco, e isso em toda esta terra.

3. OS ASPECTOS ESSENCIAIS DE UM MINISTÉRIO

Discernimento - Compreender a vontade divina - I Coríntios 2.14 Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

Obediência - Cumpridor dos preceitos divinos - 2 Timóteo 4.5 Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.

Compromisso - Fidelidade no serviço divino - Neemias 6.3 E enviei-lhes mensageiros a dizer: Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?

domingo, 6 de junho de 2010

missoes é uma ordem ou compromisso

“E disse-Ihes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura.” Mc 16.15.

Muitos se esquecem da maior ordem imperativa que encontramos na palavra de Deus. A obra missionária e a evangelização do mundo são uma prioridade para Deus. A igreja que não cumpre essa ordem não justifica a sua existência, pois para isso a igreja foi fundada, para proclamar a glória de Deus entre todas as nações e povos ( SI 96.3 ).

A humanidade está mergulhada num verdadeiro caos. A inflação assola a terra e a fome é uma grande ameaça. Seca, pobreza, idolatria, drogas, embriagues, doenças, desemprego, crimes inundações e outras calamidades tem ceifado vidas em todas as partes do mundo.

Estão patentes aos nossos olhos a ausência do temor de Deus, a perda de princípios morais absolutos, a aceitação e a glorificação do pecado, o fracasso nos lares, o desrespeito pelas autoridades, a ilegalidade, a ansiedade, o ódio e o desespero. Milhares de pessoas entregam-se ao ocultismo, com o culto satânico, o controle da mente, a astrologia e outros meios que o diabo se utiliza para induzir os homens a se desviarem da verdade.

Encontramo-nos num momento em que a humanidade deseja paz e segurança. Sabemos que nem todo mundo se converterá a Cristo, viverá permanentemente em paz, mas o Senhor Jesus assegura: “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então virá o fim".

Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?

E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: ide em paz, aguentai-vos, e fartai-vos; e lhes não derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá dai? (Tg 2.14-16).

Quando entendemos todas essas coisas, descobrimos que estamos no centro da vontade de Deus, torna-se fácil compreender, então, por que a igreja que se abre para esta obra recebe tantas bênçãos do Senhor da Seara.

A igreja que se relaciona com Deus e compreende sua missão, tarefa, responsabilidade, não é limitada, mas ilimitada no que diz respeito a OBRA MISSIONÁRIA. Igreja obediente é aquela que cumpre as imposições e convites bíblicos de conscientizar o homem ao arrependimento